NEWSLETTER
Cadastre seu e-mail:

Divulgação - SescTV
 
MANCHETES

» 11/08/2018 - 20:55
Cultura hip hop brasileira ganha destaque no SescTV

O Rap surgiu como ritmo e poesia nos bailes dos guetos da Jamaica, nos anos 60. Com a imigração de jamaicanos para os EUA, alcançou os americanos, e depois se popularizou em outros países, como o Brasil, na década de 1980.

Da tradição dos bailes black às releituras contemporâneas, o rap brasileiro passou por transformações, assimilando elementos de outros gêneros musicais. Algumas dessas mudanças podem ser vistas na programação especial que o SescTV exibe entre os dias 11 e 22 de agosto, intitulada Do Baile ao Afro Rap.

No Brasil, o rap foi descoberto pelos jovens da periferia de São Paulo, em 1986. Até as rádios e a indústria fonográfica valorizarem o estilo, a maioria das pessoas o achava violento. Os primeiros rappers de sucesso foram Thayde e Dj Hum, que integravam a cena da estação São Bento do metrô paulistano, ponto de encontro dos amantes do rap no centro cidade.

Dj Hum resgata um pouco da história e da atmosfera dos bailes de música negra americana da década de 1970, em episódio inédito da série Passagem de Som, que vai ao ar neste domingo (12/08), às 21h. No programa, ele visita o Instituto Matéria e Rima, relembra sua experiência na estação São Bento e comenta sobre os elementos do hip hop. Em seguida, DJ Hum e Expresso do Groove participam do Instrumental Sesc Brasil, às 21h30, com show que mescla jazz funk, soul, samba jazz, e composições autorais do grupo, em apresentação gravada em 2017 no Sesc Consolação.

Nos anos 1990, a cultura hip hop trouxe à frente o rap e o engajamento político, com destaque para o surgimento do grupo Racionais MCs. O SescTV homenageia esse período, no dia 17/8, sexta-feira, às 23h, com um show dos Racionais MCs, gravado em 2009.

Na virada do século, o rap se permitiu ser contaminado por elementos de outros gêneros musicais, a exemplo do trabalho do Chico Science e Nação Zumbi, e conheceu figuras criativas como Sabotage e Black Alien. No final dos anos 2000, surgiu a geração de novos rappers como BNegão, Criolo e, mais recentemente, Rincon Sapiência.

Os três fazem parte da programação especial do canal, que exibe os shows de BNegão & Seletores de Frequência + RZO, no dia 18/8, sábado, às 10h; Criolo, no dia 20/8, segunda-feira, às 19h; e Rincon Sapiência, cuja apresentação gravada no Festival Batuque de 2017, no Sesc Santo André, tem exibição inédita no SescTV no dia 22/8, quarta-feira, às 22h.

Novas vozes femininas também marcam presença e expandem o território do hip hop no Brasil. Rappers como Negra Li, Flora Mattos, Drika Barbosa, Tássia Reis, ou mesmo o grupo Rimas e Melodias, do qual Tássia faz parte, compõem uma cena musical emergente que tem chamado a atenção. A potência de seu rap também está presente na programação do SescTV. No dia 13/8, segunda-feira, às 19h, o canal exibe o show das cantoras Tássia Reis e Laylah, realizado também no Festival Batuque, na edição de 2016.

Além da música, outra arte que dialoga diretamente com a cultura hip hop é o grafite. No dia 13/8, segunda-feira, às 21h30, o SescTV exibe o episódio De Dentro Para Fora, De Fora Para Dentro, da série Artes Visuais, que mostra a exposição homônima alojada no MASP em 2010 e entrevista artistas sobre as técnicas, os estilos e as linguagens próprias ao grafite.

No dia 15/8, quarta-feira, também às 21h30, vai ao ar outro episódio da série, que apresenta as obras em grafite e escultura da II Bienal Internacional Graffiti Fine Art, realizada em 2012 no MuBE.

HOME         MANCHETES        BLOG FABIOTV       CONTATO        PUBLICIDADE

2007 - 2018  fabiotv.com.br - Todos os direitos reservados.